sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Confusão que destrói

Sou eu mesmo o fruto do meu egoísmo, tendo me convertido nesses olhos que só se voltam para o umbigo próprio? Não sei o caminho certo que a vida toma, não sei quantas lágrimas minhas ou alheias preciso derrubar ao longo da vida para perceber que cometi tantos erros e que desisti fácil demais de alguns sonhos. Minha irresponsabilidade com tantos sentimentos me faz perder a mão da direção. Mas a direção talvez nem seja minha de fato, e então preciso esperar uma iluminação divina para me conduzir no caminho correto, pois só Deus poderá me mostrar o que eu não consigo ver e me esclarecer sobre o que não consigo me entender. Fracassado que fui em uma missão, serei um soldado condenado ao exílio e à solidão. O mundo continua girando e o meu coração continua batendo, embora não tenha mais ritmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas