quinta-feira, 14 de abril de 2016

Altos e baixos

Às vezes, a gente cansa.
Acorda com a cabeça
Fora da balança.
A gente tropeça,
Cambaleando feito criança.
Nas outras vezes, a gente recomeça,
Fazendo da vida uma dança
Com passos que vão desde a cabeça
Mexendo até os pés, feito criança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas