sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Esperando a surpresa

Não quero mais dizer bom dia. Quero viver na noite, sempre escura, que não revela mistérios, que esconde sorrisos. Não quero mais viver de sorrisos. Quero continuar a tristeza do coração imerso no rio de dissabores, de esperanças opacas, de realidade dura, de frieza pura. Sem mais expectativa, a surpresa venha o dia que vier, se chegar, se couber.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas