segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Até quando?

Até quando me perder no infinito emaranhado dos pensamentos dessa vida confusa? Até quando querer o que está lá, se tem algo que está aqui? Até quando realizar o desejo será motivo de risos, de dor, de exclusão? Até quando encontrarei pessoas desinformadas que acham estar dizendo a verdade, que acreditam na "verdade" que lhes é vendida? Até quando me sentirei tantas vezes fora do lugar, fora do mundo, fora do encaixe nesses "padrões", seja lá o que isso significar? Até quando usarei a linguagem para apenas reproduzir, sem produzir o que eu quero?

"Até quando você vai levando porrada? Até quando vai ficar sem fazer nada? Até quando vai ser saco de pancada?" (Gabriel O Pensador)

2 comentários:

  1. Até quando essa solidão de ideias, não de pessoas, vai nos consumir? Até quando lutaremos p ser aceitos do jeitinho q somos...sem exclusão. A palavra do dia hoje é INCLUSÃO.
    Perdidos somos, mas sabemos amar intensamente...Tá ai a diferença. Vc é brilhante. Amei o texto. Me fez pensar...Repensar...Até qdo este peso em nós? A liberdade parece distante, mas é nossa maior esperança. Sempre.
    Divulgarei este texto, porque ele merece ser lido por todos.
    Vc é o meu amor, meu amigo amado! Sem vc eu não conseguiria nem me perguntar até quando...

    ResponderExcluir
  2. Tirando tudo, somente os dias nos restam e é o que temos.

    *Entre o sonho e a realidade eu prefiro a realidade que me permita sonhar. http://jefhcardoso.blogspot.com

    ResponderExcluir

Páginas