segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Mar de amor dentro de mim

Tudo que me disseres não será verdade até que me proves acontecer. Não verás meu sorriso até que me faças acreditar que o que dizes é realmente merecedor de tal gesto, de tal sentimento - sim, ao sorrir para meu amante, não é porque acho engraçado seu comportamento, mas é porque algo nele me tocou, me arrepiou e me fez querer, desejar e esperar um beijo apaixonado. Tudo que fizeres será recompensado - ainda que com um sorriso. Mas de nada vale tanto esforço teu em me conquistar se não tiveres contigo uma intenção pura e verdadeira, um sentimento maior que o egoísmo que te consome. De nada vale tua recompensa se, depois de tê-la conquistado, esquecer-te de quem sou, de quem me prometeras ser e do amor eterno que estaria por vir, pois nada serei diante de um amor insustentável, fraco, mentiroso e que sucumbe na primeira tormenta. Existe um mar de amor dentro de mim esperando por ti, meu navegador, que podes conhecer tão bem minhas águas, minhas tempestades, que sabes navegar com tua bússola até encontrar a calmaria. Eu sou explosão, e só um navegante de pulso firme, só um amante decidido, como tu te apresentas, poderá conter toda essa fúria marítima que se apresenta em minha alma. Serás tu quem fará resplandecer o sol no horizonte, aquele que trará calma ao meu mar no encontro com o sol, lá no limite? Preciso que entres sem bater, que te aconchegues no meu canto, invadindo tudo como se fosse teu. Preciso desse ímpeto, dessa ousadia tua. Preciso que me digas que és tu que mandas, és tu que ditas as regras, devendo eu me ajoelhar como um submisso apaixonado, envolto de tanto amor quanto tu me darás. Ajoelhado ficarei diante de ti; mas, antes disso tudo, terás que me conquistar e mostrar-me que és tu o merecedor deste imenso coração.

Um comentário:

  1. Que texto emocionante. Meus olhos estão marejados.
    Preciso disso e muito mais...O que nós buscamos, meu amigo? Será que existe?
    Enquanto isso fico (re) lendo sua poesia...
    Te amo, Will!

    ResponderExcluir

Páginas